Sucesso na Formação de Professores das séries iniciais: Niterói 2016!

Por Rafael Benjamim
Edição e revisão: Danielle Grynszpan

 

A formação presencial de professores do Ensino Fundamental, realizada pela equipe do Programa “ABC na Educação Científica – Mão na Massa”, na Escola Municipal Levi Carneiro, em 18 de maio passado, foi um sucesso de participação e envolvimento. Foram 21 educadores dos ciclos I e II, do município de Niterói, que puderam experimentar a metodologia investigativa em atividades didáticas ligadas às Ciências da Natureza. O tema “Ciclo de Vida e Biodiversidade” foi a base de uma sequência de desafios apresentados pela Dra. Danielle Grynszpan, acompanhada de oito colaboradores da equipe do “Programa ABC na Educação Científica – mão na Massa”.

Professores dos ciclos I e II em Formação para a metodologia investigativa característica do Programa “ABC na Educação Científica – mão na massa”, com a da equipe do projeto FAPERJ coordenada pela Dra. Danielle Grynszpan. Da turma fizeram parte, também, a coordenadora pedagógica Sônia Marques e da professora Maria Angélica dos Santos, responsável pelo trabalho de inclusão na E. M. Levi Carneiro.

A sequência faz parte de um projeto desenvolvido pela pesquisadora Danielle Grynszpan, da Fiocruz, que obteve o apoio da FAPERJ, intitulado “Por uma educação científica contextualizada e a favor da cidadania: sala-ambiente, metodologia investigativa e interdisciplinaridade com base em temas transversais”.

Uma das metas é a Formação Continuada dos educadores.  Continuada porque, além dos encontros presenciais, o processo deve ser complementado com atividades oferecidas em uma plataforma virtual chamada “Sala de Educadores”. Nesta plataforma os professores cadastrados podem interagir, enfrentando outros desafios propostos, em um processo contínuo composto de questões-desafio relacionadas à temática investigada: “Ciclo de Vida e Biodiversidade”.

A “Sala de Educadores” também permite o compartilhamento de ideias e práticas com outros professores da Rede. Desta forma, privilegiamos sempre a interação, com base em experiências educacionais ligadas aos contextos cotidianos bem como os currículos escolares. Além disso, a equipe se preocupa sempre em evitar explicações, fomentando a aventura do conhecimento e valorizando a busca por possíveis respostas. Assim, o Programa sugere que o processo formativo proporcione um olhar diferente das “respostas do livro do professor” – únicas “corretas”, segundo o “gabarito” oferecido pelos livros didáticos.

A metodologia investigativa através do roteiro investigativo e o processo de ensino-aprendizagem

Todas as sementes são iguais? É assim, através de uma “pergunta desafio” que a metodologia do Programa “ABC na Educação Científica – mão na massa” inicia o processo de formação dos professores.

A aventura científica começa, com base na investigação didática e, como diz a coordenadora ,Dra. Danielle Grynszpan, “nunca termina”.

A metodologia prioriza o processo educacional, através da curiosidade provocada pelo questionamento, da possibilidade de experimentação e de etapas metodológicas nas quais pretendemos que os participantes vão construindo o conhecimento – ao mesmo tempo em que desenvolvem suas potencialidades bem como interagem em grupos de trabalho e em classe.

Na formação presencial passada, realizada em 18 de maio, os professores começaram a  trabalhar a temática Ciclo de Vida e Biodiversidade , com a exploração do conceito de biodiversidade através de experimentos com sementes. Ao final, foi proposto um desafio educacional no ambiente virtual “Sala dos educadores”, ligado ao site abcnaciencia@ioc.fiocruz.br.

A relação  presencial -virtual está relacionada a uma das metas do projeto Faperj e hoje, 13 de julho, estaremos na Escola Municipal Levi Carneiro, em Niterói, para dar continuidade à Formação Continuada, com outra etapa da formação presencial no Ensino Fundamental.

Com a mão na massa, mas muita reflexão também! Imagens de momentos da formação:

18 de maio de 2016, Niterói

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Os comentários estão fechados