Portuguese English Spanish
Interface
Adjust the interface to make it easier to use for different conditions.
This renders the document in high contrast mode.
This renders the document as white on black
This can help those with trouble processing rapid screen movements.
This loads a font easier to read for people with dyslexia.

vw_cabecalho_novo

Busca Avançada
Você está aqui: Notícias » “No dia dos professores, criatividade e defesa da ciência”

“No dia dos professores, criatividade e defesa da ciência”

Em nota, Diretoria convoca resiliência e coragem neste 15 de outubro de 2021
Por Jornalismo IOC15/10/2021 - Atualizado em 09/12/2021

Este dia 15 de outubro de 2021 é muito especial. Ele articula a luta de todas as entidades envolvidas com a defesa da ciência e tecnologia contra os cortes orçamentários do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), e marca o dia dos professores, no ano do centenário de nascimento do patrono da educação brasileira, Paulo Freire. Foi amplamente divulgada na mídia, a notícia de que o Ministério da Economia do Governo Federal impôs um corte de 92% nos recursos destinados à ciência, afetando centralmente o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e todos os seus programas de fomento e de bolsas. Esse fato acelerou uma ampla mobilização, que se concentra nesta data.

Como ação específica, a Diretoria do IOC lança uma carta pública de posicionamento firme em defesa da ciência brasileira, inspirada na moção aprovada pelo Conselho Deliberativo da instituição durante a reunião de 27 de janeiro de 2021, agora revisitada e reforçada. 

Além disso, a Diretoria também realizou uma reunião especial, virtual, com o deputado federal Paulo Ramos, coordenador da frente parlamentar mista em defesa do financiamento de pesquisas, que reúne 297 deputados e 10 senadores. Paulo Ramos tem se manifestado firmemente em apoio ao fomento científico e, além disso, tem destinado emendas parlamentares para a infraestrutura de pesquisa do Instituto Oswaldo Cruz.

A pauta da reunião com o deputado Paulo Ramos teve dois objetivos centrais: primeiro, agradecer o apoio que ele tem dado ao IOC, essencial para a compra dos equipamentos mais recentes que permitiram a atualização tecnológica do Instituto (clique aqui para ver o informe sobre a situação atual das plataformas tecnológicas do IOC reforçadas com a emenda parlamentar recebida). Nosso segundo objetivo foi agradecer a alocação de outra emenda parlamentar, de R$ 5 milhões, agora em custeio, que será aplicada, dentre outras necessidades, a projetos prioritários relativos à fixação de jovens doutores e na mitigação da fuga de cérebros que vem se espalhando tão rapidamente por todo o Brasil. Debatemos como resistir à situação atual e como mitigar o descrédito sobre o futuro da ciência do país, sobretudo junto aos jovens cientistas em formação.

Reiteramos os termos da nota divulgada por Comitês Assessores do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), alertando para os impactos extremamente negativos que essa ação terá sobre a ciência brasileira, “afetando a soberania do país e aumentando ainda mais nossa dependência de conhecimento e insumos importados de outras nações”. Também apoiamos o manifesto do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à pesquisa – CONFAP, entidade que representa 26 Fundações (FAPs): “Depois da alegria com a aprovação da lei que impede o contingenciamento dos recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), garantida com a derrubada de veto do Presidente pelo Parlamento no primeiro trimestre do ano, de um período de expectativa com a demora na liberação de recursos não reembolsáveis para fortalecimento das ações do CNPq ainda em 2021, agora veio a frustração e a indignação com as mudanças de última hora no PLN 16 e a subtração de mais de R$ 620 milhões para outros ministérios”.

Estivemos atentos às ações lideradas pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), realizadas na tarde de hoje, dia 15 de outubro, no canal da SBPC no YouTube, com o tema ‘Cortes no orçamento do MCTI: qual a solução?’.

Sigamos com resiliência e coragem para toda a nossa comunidade, neste dia dos professores, 15 de outubro de 2021.

Diretoria do Instituto Oswaldo Cruz

Em nota, Diretoria convoca resiliência e coragem neste 15 de outubro de 2021
Por: 
jornalismo

Este dia 15 de outubro de 2021 é muito especial. Ele articula a luta de todas as entidades envolvidas com a defesa da ciência e tecnologia contra os cortes orçamentários do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), e marca o dia dos professores, no ano do centenário de nascimento do patrono da educação brasileira, Paulo Freire. Foi amplamente divulgada na mídia, a notícia de que o Ministério da Economia do Governo Federal impôs um corte de 92% nos recursos destinados à ciência, afetando centralmente o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e todos os seus programas de fomento e de bolsas. Esse fato acelerou uma ampla mobilização, que se concentra nesta data.

Como ação específica, a Diretoria do IOC lança uma carta pública de posicionamento firme em defesa da ciência brasileira, inspirada na moção aprovada pelo Conselho Deliberativo da instituição durante a reunião de 27 de janeiro de 2021, agora revisitada e reforçada. 

Além disso, a Diretoria também realizou uma reunião especial, virtual, com o deputado federal Paulo Ramos, coordenador da frente parlamentar mista em defesa do financiamento de pesquisas, que reúne 297 deputados e 10 senadores. Paulo Ramos tem se manifestado firmemente em apoio ao fomento científico e, além disso, tem destinado emendas parlamentares para a infraestrutura de pesquisa do Instituto Oswaldo Cruz.

A pauta da reunião com o deputado Paulo Ramos teve dois objetivos centrais: primeiro, agradecer o apoio que ele tem dado ao IOC, essencial para a compra dos equipamentos mais recentes que permitiram a atualização tecnológica do Instituto (clique aqui para ver o informe sobre a situação atual das plataformas tecnológicas do IOC reforçadas com a emenda parlamentar recebida). Nosso segundo objetivo foi agradecer a alocação de outra emenda parlamentar, de R$ 5 milhões, agora em custeio, que será aplicada, dentre outras necessidades, a projetos prioritários relativos à fixação de jovens doutores e na mitigação da fuga de cérebros que vem se espalhando tão rapidamente por todo o Brasil. Debatemos como resistir à situação atual e como mitigar o descrédito sobre o futuro da ciência do país, sobretudo junto aos jovens cientistas em formação.

Reiteramos os termos da nota divulgada por Comitês Assessores do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), alertando para os impactos extremamente negativos que essa ação terá sobre a ciência brasileira, “afetando a soberania do país e aumentando ainda mais nossa dependência de conhecimento e insumos importados de outras nações”. Também apoiamos o manifesto do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à pesquisa – CONFAP, entidade que representa 26 Fundações (FAPs): “Depois da alegria com a aprovação da lei que impede o contingenciamento dos recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), garantida com a derrubada de veto do Presidente pelo Parlamento no primeiro trimestre do ano, de um período de expectativa com a demora na liberação de recursos não reembolsáveis para fortalecimento das ações do CNPq ainda em 2021, agora veio a frustração e a indignação com as mudanças de última hora no PLN 16 e a subtração de mais de R$ 620 milhões para outros ministérios”.

Estivemos atentos às ações lideradas pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), realizadas na tarde de hoje, dia 15 de outubro, no canal da SBPC no YouTube, com o tema ‘Cortes no orçamento do MCTI: qual a solução?’.

Sigamos com resiliência e coragem para toda a nossa comunidade, neste dia dos professores, 15 de outubro de 2021.

Diretoria do Instituto Oswaldo Cruz

Permitida a reprodução sem fins lucrativos do texto desde que citada a fonte (Comunicação / Instituto Oswaldo Cruz)