Portuguese English Spanish
Interface
Adjust the interface to make it easier to use for different conditions.
This renders the document in high contrast mode.
This renders the document as white on black
This can help those with trouble processing rapid screen movements.
This loads a font easier to read for people with dyslexia.
Busca Avançada
Você está aqui: Notícias » Abertas inscrições para simpósio dedicado à pesquisa de insetos das famílias Simuliidae e Chironomidae

Abertas inscrições para simpósio dedicado à pesquisa de insetos das famílias Simuliidae e Chironomidae

Organizados pelo Laboratório de Simulídeos e Oncocercose do Instituto Oswaldo Cruz (IOC), de 19 a 21 de setembro serão realizados o VI Encontro Brasileiro Sobre Taxonomia e Ecologia de Chironomidae e o III Simpósio Latino Americano sobre Simuliidae.
Por Jornalismo IOC29/06/2007 - Atualizado em 10/12/2019

Organizados pelo Laboratório de Simulídeos e Oncocercose do Instituto Oswaldo Cruz (IOC), de 19 a 21 de setembro serão realizados o VI Encontro Brasileiro Sobre Taxonomia e Ecologia de Chironomidae e o III Simpósio Latino Americano sobre Simuliidae. O evento simultâneo reunirá a comunidade científica que se dedica ao estudo das famílias Simuliidae, cujos representantes são conhecidos popularmente no Brasil como borrachudos ou piuns, e Chironomidae, que inclui insetos de importância ecológica por sua utilização como bioindicadores. Os simulídeos são os vetores da oncocercose, doença conhecida como cegueira dos rios e causada pela filária Onchocerca volvulus. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, 123 milhões de pessoas vivem em áreas endêmicas no mundo. No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, mais de 13 mil pessoas vivem sob risco de serem infectadas – a maioria em território Yanomami, em Roraima. Os quironomídeos são usados como bioindicadores da qualidade da água, uma vez que se apresentam, na cadeia ecológica, como o mais representativo em biomassa nestes ecossistemas.

foto: Lab. de Simulídeos e Oncorcecose/IOC
Larva de quironomídeos, insetos utilizados como bioindicadores da qualidade da água

Palestras e mesas-redondas de abordagem multidisciplinar discutirão temas relacionados à integridade dos recursos hídricos e ao estado da arte dos estudos sobre as espécies de simulídeos e quironomídeos. Além de especialistas brasileiros, o encontro receberá convidados internacionais de países como Argentina, Canadá, Colômbia, Guatemala, Inglaterra, México, Noruega e Venezuela. Apresentações orais e em forma de painéis também fazem parte da programação. “O encontro vai ampliar a abrangência de atuação dos estudos desenvolvidos pelos pesquisadores das respectivas famílias, além de disponibilizar maior conhecimento sobre a diversidade de espécies”, avalia Marilza Herzog, chefe do Laboratório de Simulídeos e Oncocercose do IOC, que atua como centro de referência nacional no tema para o Ministério da Saúde, e integrante da comissão organizadora do evento.

foto: Lab. de Simulídeos e Oncorcecose/IOC
Os rios podem ser cridouros simulídeos e quironomídeos

Para o pesquisador Arlindo Serpa Filho, um dos responsáveis pela organização de atividades referentes ao tema Chironomidae, a interação entre especialistas e estudantes do Brasil e do exterior terá importantes desdobramentos. “Informações acerca da taxonomia, sistemática, ecologia, biologia molecular e parasitologia de Simuliidae e Chironomidae serão apresentadas, criando possibilidades de estudos, principalmente no que se refere ao uso destas famílias no monitoramento das modificações sofridas pelo ambiente com as construções de hidrelétricas e como bioindicador da qualidade da água”, explica.

O evento acontece no campus da Fiocruz em Manguinhos (auditório do Museu da Vida). As inscrições podem ser feitas até a data da abertura do evento pelo site www.ioc.fiocruz.br/ebcelas, que também disponibiliza informações sobre o encontro e instruções para o envio de trabalhos. A taxa de inscrição é menor até o dia 18 de agosto.

Confira a programação: 

19 de setembro (quarta-feira)

8h Recepção, inscrições e entrega do material

10h Abertura

9h30 Abertura da Exposição Sebastião José de Oliveira - in memoriam

10h30
Intervalo

10h45 Conferência sobre Taxonomia

          Dr. Anthony Shelley , Museu Britânico-UK

          Dra. Susana Strixino,  UFSCAR

12h Almoço

13h30 Apresentações orais

15h30 Intervalo

16h Mesa Redonda

Estado da Arte da taxonomia em Chironomidae Neotropicais

Dra. Anália Paggi, MUSEO DE LA PLATA-ARG

Dra. Ângela Sanseverino, UFRJ

 Dra.Maria Conceição, MUSEU NACIONAL

Mediador: Luiz Carlos Pinho, USP - Ribeirão Preto

Estado da Arte da Taxonomia em Simulídeos Neotropicais

Filogenia e biogeografia – Dr. Sixto-Coscarón,  MUSEO DE LA PLATA-ARG.

Arranjo Taxonômico Atual – Dr. Anthony Shelley, Museu de História Natural de Londres-UK

Novas propostas – Dr. Victor Py-Daniel, INPA-AM

Mediador: MSc. Leonardo Gil Azevedo, IOC/ FIOCRUZ

20 de setembro (quinta-feira)

9h Apresentações orais

10h40 Intervalo

11h Mesa Redonda Ecologia

 Simuliidae e Chironomidae

Dr. Fábio Roque, USP - Ribeirão Preto

 Dr. Gilberto Rodrigues, UFRGS

Dr. Carlos Coutinho, Instituto Butantan-SP

Mediador: MSc.Ronaldo Figueiró,  FIOCRUZ/UFRJ                                   

12h30 Almoço

14h Apresentações orais

15h40 Intervalo

16h  Mesa Redonda

Epidemiologia  Simulídeos

Dr. Mário Rodrigues Perez, IPN-MEX.

Dr. Mario Moraes, UNB-Br

Dr. Rory Post, Museu de História Natural de Londres-UK

Mediador: MSc. Verônica Marchon, IOC-FIOCRUZ

Biomonitoramento - Quironomídeos

Dr. Paulo Roberto Araújo, FEEMA

Dr. Juliano Corbi, UFSCAR

Dr. Marcus Callisto, UFMG

Mediador: Arlindo Serpa, IOC-FIOCRUZ

21 de setembro (sexta-feira)

9h Apresentação de Pôsteres e Concurso de Fotografia

11h Palestra Simuliidae –  Dr. Douglas C. Currie, Museu Real de Ontário - Canadá

     Palestra Chironomidae -  Dr. Fábio Roque, USP/ Ribeirão Preto

12h  Almoço

13h Conferência Geral Integração de Chironomidae e Simuliidae na América Latina

Dra.Marilza Herzog, IOC-FIOCRUZ

15h40 Encerramento e Confraternização

 

Renata Fontoura
29/06/07

Organizados pelo Laboratório de Simulídeos e Oncocercose do Instituto Oswaldo Cruz (IOC), de 19 a 21 de setembro serão realizados o VI Encontro Brasileiro Sobre Taxonomia e Ecologia de Chironomidae e o III Simpósio Latino Americano sobre Simuliidae.
Por: 
jornalismo

Organizados pelo Laboratório de Simulídeos e Oncocercose do Instituto Oswaldo Cruz (IOC), de 19 a 21 de setembro serão realizados o VI Encontro Brasileiro Sobre Taxonomia e Ecologia de Chironomidae e o III Simpósio Latino Americano sobre Simuliidae. O evento simultâneo reunirá a comunidade científica que se dedica ao estudo das famílias Simuliidae, cujos representantes são conhecidos popularmente no Brasil como borrachudos ou piuns, e Chironomidae, que inclui insetos de importância ecológica por sua utilização como bioindicadores. Os simulídeos são os vetores da oncocercose, doença conhecida como cegueira dos rios e causada pela filária Onchocerca volvulus. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, 123 milhões de pessoas vivem em áreas endêmicas no mundo. No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, mais de 13 mil pessoas vivem sob risco de serem infectadas – a maioria em território Yanomami, em Roraima. Os quironomídeos são usados como bioindicadores da qualidade da água, uma vez que se apresentam, na cadeia ecológica, como o mais representativo em biomassa nestes ecossistemas.

foto: Lab. de Simulídeos e Oncorcecose/IOC

Larva de quironomídeos, insetos utilizados como bioindicadores da qualidade da água

Palestras e mesas-redondas de abordagem multidisciplinar discutirão temas relacionados à integridade dos recursos hídricos e ao estado da arte dos estudos sobre as espécies de simulídeos e quironomídeos. Além de especialistas brasileiros, o encontro receberá convidados internacionais de países como Argentina, Canadá, Colômbia, Guatemala, Inglaterra, México, Noruega e Venezuela. Apresentações orais e em forma de painéis também fazem parte da programação. “O encontro vai ampliar a abrangência de atuação dos estudos desenvolvidos pelos pesquisadores das respectivas famílias, além de disponibilizar maior conhecimento sobre a diversidade de espécies”, avalia Marilza Herzog, chefe do Laboratório de Simulídeos e Oncocercose do IOC, que atua como centro de referência nacional no tema para o Ministério da Saúde, e integrante da comissão organizadora do evento.

foto: Lab. de Simulídeos e Oncorcecose/IOC

Os rios podem ser cridouros simulídeos e quironomídeos

Para o pesquisador Arlindo Serpa Filho, um dos responsáveis pela organização de atividades referentes ao tema Chironomidae, a interação entre especialistas e estudantes do Brasil e do exterior terá importantes desdobramentos. “Informações acerca da taxonomia, sistemática, ecologia, biologia molecular e parasitologia de Simuliidae e Chironomidae serão apresentadas, criando possibilidades de estudos, principalmente no que se refere ao uso destas famílias no monitoramento das modificações sofridas pelo ambiente com as construções de hidrelétricas e como bioindicador da qualidade da água”, explica.

O evento acontece no campus da Fiocruz em Manguinhos (auditório do Museu da Vida). As inscrições podem ser feitas até a data da abertura do evento pelo site www.ioc.fiocruz.br/ebcelas, que também disponibiliza informações sobre o encontro e instruções para o envio de trabalhos. A taxa de inscrição é menor até o dia 18 de agosto.

Confira a programação: 

19 de setembro (quarta-feira)

8h Recepção, inscrições e entrega do material

10h Abertura

9h30 Abertura da Exposição Sebastião José de Oliveira - in memoriam



10h30
Intervalo

10h45 Conferência sobre Taxonomia

          Dr. Anthony Shelley , Museu Britânico-UK

          Dra. Susana Strixino,  UFSCAR

12h Almoço

13h30 Apresentações orais

15h30 Intervalo

16h Mesa Redonda

Estado da Arte da taxonomia em Chironomidae Neotropicais

Dra. Anália Paggi, MUSEO DE LA PLATA-ARG

Dra. Ângela Sanseverino, UFRJ

 Dra.Maria Conceição, MUSEU NACIONAL

Mediador: Luiz Carlos Pinho, USP - Ribeirão Preto

Estado da Arte da Taxonomia em Simulídeos Neotropicais

Filogenia e biogeografia – Dr. Sixto-Coscarón,  MUSEO DE LA PLATA-ARG.

Arranjo Taxonômico Atual – Dr. Anthony Shelley, Museu de História Natural de Londres-UK

Novas propostas – Dr. Victor Py-Daniel, INPA-AM

Mediador: MSc. Leonardo Gil Azevedo, IOC/ FIOCRUZ

20 de setembro (quinta-feira)

9h Apresentações orais

10h40 Intervalo

11h Mesa Redonda Ecologia

 Simuliidae e Chironomidae

Dr. Fábio Roque, USP - Ribeirão Preto

 Dr. Gilberto Rodrigues, UFRGS

Dr. Carlos Coutinho, Instituto Butantan-SP

Mediador: MSc.Ronaldo Figueiró,  FIOCRUZ/UFRJ                                   

12h30 Almoço

14h Apresentações orais

15h40 Intervalo

16h  Mesa Redonda

Epidemiologia  Simulídeos

Dr. Mário Rodrigues Perez, IPN-MEX.

Dr. Mario Moraes, UNB-Br

Dr. Rory Post, Museu de História Natural de Londres-UK

Mediador: MSc. Verônica Marchon, IOC-FIOCRUZ

Biomonitoramento - Quironomídeos

Dr. Paulo Roberto Araújo, FEEMA

Dr. Juliano Corbi, UFSCAR

Dr. Marcus Callisto, UFMG

Mediador: Arlindo Serpa, IOC-FIOCRUZ

21 de setembro (sexta-feira)

9h Apresentação de Pôsteres e Concurso de Fotografia

11h Palestra Simuliidae –  Dr. Douglas C. Currie, Museu Real de Ontário - Canadá

     Palestra Chironomidae -  Dr. Fábio Roque, USP/ Ribeirão Preto

12h  Almoço

13h Conferência Geral Integração de Chironomidae e Simuliidae na América Latina

Dra.Marilza Herzog, IOC-FIOCRUZ

15h40 Encerramento e Confraternização

 

Renata Fontoura

29/06/07

Permitida a reprodução sem fins lucrativos do texto desde que citada a fonte (Comunicação / Instituto Oswaldo Cruz)