Portuguese English Spanish
Interface
Adjust the interface to make it easier to use for different conditions.
This renders the document in high contrast mode.
This renders the document as white on black
This can help those with trouble processing rapid screen movements.
This loads a font easier to read for people with dyslexia.

vw_cabecalho_novo

Busca Avançada
Você está aqui: Notícias » Em busca de recursos para a ciência e a saúde nacionais

Em busca de recursos para a ciência e a saúde nacionais

Representantes do Instituto se reuniram com parlamentares em Brasília e apresentaram projetos para fortalecimento do SUS, capacitação profissional e ampliação das vigilâncias epidemiológica e ambiental
Por Vinicius Ferreira18/11/2021 - Atualizado em 25/11/2021

Integrantes da Diretoria do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) e da gestão institucional estiveram em Brasília para uma série de compromissos em prol do fortalecimento da ciência desenvolvida na Unidade e do Sistema Único de Saúde (SUS). 

Na terça-feira (9/11), entregaram ao Deputado Federal Paulo Ramos (PDT-RJ) uma placa de agradecimento por sua constante defesa da ciência e da saúde brasileiras. Recentemente, o congressista destinou R$ 5 milhões para a renovação do parque tecnológico do Instituto, a partir de emenda parlamentar [confira cobertura sobre o tema].

Paulo D'Andrea (à esquerda), Ana Claudia e Luciana Garzoni prestaram, em nome de todo o IOC, o reconhecimento do Instituto ao Deputado Paulo Ramos (ao centro). Foto: Divulgação

Os itens adquiridos, atualmente em fase de implementação, contribuirão para a formação de mestres e doutores e para o fomento do SUS, trazendo respostas para o enfrentamento de diversas doenças. Em outubro, a Diretoria e convidados se reuniram, virtualmente, com o parlamentar para prestação de contas em relação à destinação dos recursos recebidos (relembre aqui).

Pelo IOC, participaram do encontro, em Brasília, a vice-diretora de Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, Luciana Lopes de Almeida Ribeiro Garzoni, o vice-diretor de Ensino, Informação e Comunicação, Paulo Sérgio D’Andrea, e a chefe do Departamento de Planejamento, Orçamento e Cooperação Técnica Institucional, Ana Claudia Penna.

Na ocasião, os representantes do Instituto e o deputado estreitaram entendimentos para a realização de nova submissão de projeto via emenda parlamentar individual, também no valor de R$ 5 milhões, que serão destinados à modernização da Unidade, visando o aprimoramento da pesquisa, a inovação e o avanço da capacidade produtiva do IOC que permitam encontrar respostas ainda mais rápidas e mais precisas para os desafios impostos à saúde nacional.

A missão em Brasília também contou com visita ao setor de Assessoria Parlamentar da unidade regional da Fiocruz. Recebidos pela coordenadora da área, Mônica Geovanini, os representantes do IOC puderam interagir sobre articulação e relacionamento institucional com o Poder Legislativo.

Já na quarta-feira (10/11), a comitiva do IOC se reuniu com outras lideranças partidárias. Também atentos às pautas de reivindicações da Ciência e da Tecnologia nacionais, os parlamentares se mostraram comprometidos a contribuir com projetos do IOC que visem a implementação, em diversas cidades do país, de ações de educação em saúde em temáticas que envolvem o conceito da ‘Saúde Única’ (One Health), o enfrentamento de doenças negligenciadas e o fortalecimento de políticas públicas. Dentre os objetivos propostos estão a capacitação de profissionais e agentes locais de saúde para o fortalecimento da vigilância epidemiológica e ambiental, prevenção de doenças e promoção da saúde. 

"As reuniões em Brasília foram extremamente proveitosas. Foi uma oportunidade de aproximação do Instituto com os parlamentares, a partir do estreitamento das relações. O fortalecimento do diálogo permite avançar para além da solicitação de emendas parlamentares, mas em questões centrais para a ciência e a saúde do país a partir de construções conjuntas de propostas de projetos de lei, fortalecimento e proposições de políticas públicas e outras proposições legislativas de interesse da Fundação, da ciência e da saúde", frisou Luciana Garzoni.

"A captação de recursos via emenda parlamentar teve início na gestão anterior, com o então diretor José Paulo Gagliardi Leite. Foi uma conquista extremamente valiosa não somente para o IOC, mas também para a Fiocruz e a sociedade. Em um momento de contingenciamento de recursos federais para a ciência, esse é um importante caminho que pretendemos dar continuidade", ponderou Paulo D’Andrea.

Representantes do Instituto se reuniram com parlamentares em Brasília e apresentaram projetos para fortalecimento do SUS, capacitação profissional e ampliação das vigilâncias epidemiológica e ambiental
Por: 
viniciusferreira

Integrantes da Diretoria do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) e da gestão institucional estiveram em Brasília para uma série de compromissos em prol do fortalecimento da ciência desenvolvida na Unidade e do Sistema Único de Saúde (SUS). 

Na terça-feira (9/11), entregaram ao Deputado Federal Paulo Ramos (PDT-RJ) uma placa de agradecimento por sua constante defesa da ciência e da saúde brasileiras. Recentemente, o congressista destinou R$ 5 milhões para a renovação do parque tecnológico do Instituto, a partir de emenda parlamentar [confira cobertura sobre o tema].

Paulo D'Andrea (à esquerda), Ana Claudia e Luciana Garzoni prestaram, em nome de todo o IOC, o reconhecimento do Instituto ao Deputado Paulo Ramos (ao centro). Foto: Divulgação

Os itens adquiridos, atualmente em fase de implementação, contribuirão para a formação de mestres e doutores e para o fomento do SUS, trazendo respostas para o enfrentamento de diversas doenças. Em outubro, a Diretoria e convidados se reuniram, virtualmente, com o parlamentar para prestação de contas em relação à destinação dos recursos recebidos (relembre aqui).

Pelo IOC, participaram do encontro, em Brasília, a vice-diretora de Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, Luciana Lopes de Almeida Ribeiro Garzoni, o vice-diretor de Ensino, Informação e Comunicação, Paulo Sérgio D’Andrea, e a chefe do Departamento de Planejamento, Orçamento e Cooperação Técnica Institucional, Ana Claudia Penna.

Na ocasião, os representantes do Instituto e o deputado estreitaram entendimentos para a realização de nova submissão de projeto via emenda parlamentar individual, também no valor de R$ 5 milhões, que serão destinados à modernização da Unidade, visando o aprimoramento da pesquisa, a inovação e o avanço da capacidade produtiva do IOC que permitam encontrar respostas ainda mais rápidas e mais precisas para os desafios impostos à saúde nacional.

A missão em Brasília também contou com visita ao setor de Assessoria Parlamentar da unidade regional da Fiocruz. Recebidos pela coordenadora da área, Mônica Geovanini, os representantes do IOC puderam interagir sobre articulação e relacionamento institucional com o Poder Legislativo.

Já na quarta-feira (10/11), a comitiva do IOC se reuniu com outras lideranças partidárias. Também atentos às pautas de reivindicações da Ciência e da Tecnologia nacionais, os parlamentares se mostraram comprometidos a contribuir com projetos do IOC que visem a implementação, em diversas cidades do país, de ações de educação em saúde em temáticas que envolvem o conceito da ‘Saúde Única’ (One Health), o enfrentamento de doenças negligenciadas e o fortalecimento de políticas públicas. Dentre os objetivos propostos estão a capacitação de profissionais e agentes locais de saúde para o fortalecimento da vigilância epidemiológica e ambiental, prevenção de doenças e promoção da saúde. 

"As reuniões em Brasília foram extremamente proveitosas. Foi uma oportunidade de aproximação do Instituto com os parlamentares, a partir do estreitamento das relações. O fortalecimento do diálogo permite avançar para além da solicitação de emendas parlamentares, mas em questões centrais para a ciência e a saúde do país a partir de construções conjuntas de propostas de projetos de lei, fortalecimento e proposições de políticas públicas e outras proposições legislativas de interesse da Fundação, da ciência e da saúde", frisou Luciana Garzoni.

"A captação de recursos via emenda parlamentar teve início na gestão anterior, com o então diretor José Paulo Gagliardi Leite. Foi uma conquista extremamente valiosa não somente para o IOC, mas também para a Fiocruz e a sociedade. Em um momento de contingenciamento de recursos federais para a ciência, esse é um importante caminho que pretendemos dar continuidade", ponderou Paulo D’Andrea.

Permitida a reprodução sem fins lucrativos do texto desde que citada a fonte (Comunicação / Instituto Oswaldo Cruz)