Portuguese English Spanish
Interface
Adjust the interface to make it easier to use for different conditions.
This renders the document in high contrast mode.
This renders the document as white on black
This can help those with trouble processing rapid screen movements.
This loads a font easier to read for people with dyslexia.

vw_cabecalho_novo

Busca Avançada
Você está aqui: Notícias » Especial Ciência e Criança: Conhecer o público é estratégia do Museu de Ciências de Londres

Especial Ciência e Criança: Conhecer o público é estratégia do Museu de Ciências de Londres

Palestra propõe a associação de entretenimento e conhecimento na divulgação científica
Por Raquel Aguiar25/09/2007 - Atualizado em 29/09/2022

Associar entretenimento e conhecimento na divulgação científica é o desafio proposto por Jane Elizabeth Morrey-Jones, do Museu de Ciências de Londres, que deu início às atividades do seminário Ciência & Criança: A divulgação científica para o público infantil no dia 25.

“Além das galerias interativas e exposição de objetos, o Museu de Ciências de Londres tem teatro, contação de histórias, shows, oficinas, workshops, restaurante, cinema e o 'Science Night' em que cerca de 350 crianças passam a noite no museu”, descreve.

E parece que o público gosta: o Museu de Ciências de Londres tem 2,5 milhões de visitantes por ano e 97% de satisfação.

Jane Elizabeth (à esquerda) convidou a platéia para participar de uma experiência que mostrou, na prática, como funciona a lei de ação e reação. Foto: Gutemberg Brito

Jane Elizabeth destacou a importância de desenvolver atividades segmentadas pela faixa etária dos visitantes.

“No Garden, espaço para crianças de 0 a 8 anos, por exemplo, o foco é a brincadeira. Não existe a obrigação de propor novas informações, a idéia é fazer com que a criança reflita e formule suas próprias respostas. Aí entra o papel dos monitores do Museu, que chamamos de 'explicadores': eles vão investigar e conduzir esta linha de raciocínio”, afirmou.

No outro extremo, o humor é a estratégia para chamar a atenção do público adulto. Para alcançar as pessoas que não podem se deslocar até o Museu, uma unidade móvel leva as atividades para hospitais, escolas.

“Persiste o desafio de levar o Museu para o público adolescente”, a especialista admitiu.

Um dos segredos do sucesso do Museu de Ciências de Londres é conhecer o público.

“O Museu tem um departamento inteiramente dedicado a realizar pesquisas sobre o público, que participa intensamente do desenvolvimento das atividades”, Jane sintetizou.

Outra preocupação é a acessibilidade ao museu através da internet: todas as atividades do Museu de Ciências de Londres estão disponíveis no site www.sciencemuseum.org.uk, que registra cerca de 5,6 milhões de visitas virtuais a cada ano.

Palestra propõe a associação de entretenimento e conhecimento na divulgação científica
Por: 
raquel

Associar entretenimento e conhecimento na divulgação científica é o desafio proposto por Jane Elizabeth Morrey-Jones, do Museu de Ciências de Londres, que deu início às atividades do seminário Ciência & Criança: A divulgação científica para o público infantil no dia 25.

“Além das galerias interativas e exposição de objetos, o Museu de Ciências de Londres tem teatro, contação de histórias, shows, oficinas, workshops, restaurante, cinema e o 'Science Night' em que cerca de 350 crianças passam a noite no museu”, descreve.

E parece que o público gosta: o Museu de Ciências de Londres tem 2,5 milhões de visitantes por ano e 97% de satisfação.

Jane Elizabeth (à esquerda) convidou a platéia para participar de uma experiência que mostrou, na prática, como funciona a lei de ação e reação. Foto: Gutemberg Brito

Jane Elizabeth destacou a importância de desenvolver atividades segmentadas pela faixa etária dos visitantes.

“No Garden, espaço para crianças de 0 a 8 anos, por exemplo, o foco é a brincadeira. Não existe a obrigação de propor novas informações, a idéia é fazer com que a criança reflita e formule suas próprias respostas. Aí entra o papel dos monitores do Museu, que chamamos de 'explicadores': eles vão investigar e conduzir esta linha de raciocínio”, afirmou.

No outro extremo, o humor é a estratégia para chamar a atenção do público adulto. Para alcançar as pessoas que não podem se deslocar até o Museu, uma unidade móvel leva as atividades para hospitais, escolas.

“Persiste o desafio de levar o Museu para o público adolescente”, a especialista admitiu.

Um dos segredos do sucesso do Museu de Ciências de Londres é conhecer o público.

“O Museu tem um departamento inteiramente dedicado a realizar pesquisas sobre o público, que participa intensamente do desenvolvimento das atividades”, Jane sintetizou.

Outra preocupação é a acessibilidade ao museu através da internet: todas as atividades do Museu de Ciências de Londres estão disponíveis no site www.sciencemuseum.org.uk, que registra cerca de 5,6 milhões de visitas virtuais a cada ano.

Permitida a reprodução sem fins lucrativos do texto desde que citada a fonte (Comunicação / Instituto Oswaldo Cruz)